Tatuagem é pecado? Ela transgride o corpo, que é templo do Espírito Santo? O que a Bíblia realmente fala a respeito?

Tatuagem é Tabu.

Mesmo com os avanços sociais e a multiculturalização do mundo, o assunto tatuagem ainda é tratado como como área proibida principalmente no campo religioso.

Socialmente as tatuagens abrem campo e vemos hoje muito mais do que antes os desenhos decorando as peles de artistas, jogadores de futebol e gente comum ao nosso redor.
Idem quando referimos às nossas Igrejas. É mais comum vermos jovens e adultos tatuados hoje nas comunidades, e os temas até mesmo cristãos vêm como um adorno neste novo tempo onde as demonstrações de fé se dão nos mais diversos campos.

Ao ler até aqui pode parecer que faço alguma apologia à tatuagem. Fui tatuador por um breve tempo e minha ligação às artes ainda me fazem observar as tatuagens como arte e manifestação cultural. Sou pastor, e como teólogo e estudante de sociologia devo trazer o assunto em outros moldes além dos que costumam abordar de maneira tão limitada. Mesmo que superficial em relação à fé, tatuagem traz uma demanda maior que imaginamos e pode refletir muito mais que o simples desenho.

Sim, tatuagem é manifestação cultural[1] . As escarificações e desenhos impressos na pele por tinta e agulha são primariamente marcas tribais, insígnias dos mais diversos significados. De ligações espirituais à marcas de família, de hierarquia tribal a sinal de bravura, as conhecidas tatuagens traziam a vista de todos um profundo valor a quem a possuia.

Assim como produtos manufaturados e especiarias, as tatuagens atravessaram os mares e vieram com as embarcações junto a marinheiros e piratas em um novo adorno, agora eternizado na pele.

Tatuagem não é pecado a meu ver, mas pode ser. Não transgride o corpo, mas pode ser fruto de rebeldia e não de adorno. Os textos do AT sobre marcas no corpo não tratam diretamente sobre tatuagem, antes disso as “escarificações” remetiam a muito mais que o estético. Eram fruto de culto a mortos e adoração a divindades pagãs.

Profundo tratar sobre a tatuagem juntamente com a liberdade cristã. Tudo nos é licito, mas nem tudo convém. Tatuagem pode lhe atrapalhar e muito. Tatuagem pode ser a memória de um momento ou de uma arte também, mas sobre tudo isto devemos nos questionar sobre as otivações que nos levam a isto e no que acarretará tal escolha. Na dúvida, ore.


[1] A Tatuagem como linguagem artística na contemporaneidade, artigo de  Francisco Benvenuto Gusso para a revista Vernáculo, 2016.

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese